Espaço Cultural Antromangue

Description

Trabalho Final de Graduação
Espaço Cultural Antromangue – Uma poética do manguebeat

Autor: Rafael Rangel
Orient: Andréa Storch

Premiado no 22º Concurso Nacional Opera Prima – IAB | SP

O Antromangue foi concebido sendo um meio de atração para uma maior compreensão do Patrimônio Cultural e uma Consciência Ambiental a partir de atividades culturais nele realizadas.
É um espaço onde as pessoas poderão desfrutar e conhecer a cultura do Recife de uma forma lúdica/coletiva, respeitando o poder de escolha dos visitantes. O usuário vai interpretar o espaço e irá explorá-lo da sua maneira. A cada olhar, terá visões de mundo diferentes, uma surpresa a cada movimento, levando a sensação de que o caos organizado do Antromangue permite ideias circulando sem parar, mas os usuários possuem a liberdade de selecionar seus percursos e ideias.
Exatamente pela poética desenvolvida no Movimento Manguebeat, uma conceituação do Espaço Cultural Antromangue não poderia deixar de considerar o que está “por vir”. Nesse âmbito, nada está completamente traçado ou delimitado, considerando tanto os trajetos quanto a arte ali criada. O próprio espaço com o tempo agregará novas características e dinâmicas.
Os volumes foram inseridos de maneira estratégica para cada atividade, não impedindo a dinamicidade do conjunto e a troca entre as diferentes formas de produção cultural. As áreas de convivência dentro e fora das salas de aula agregam valores que de certa forma estão perdidos na cidade do Recife. O contemplar, compartilhar, trocar, sentir e preservar o meio que se vive; a criação toma espaço em todos os ambientes da edificação, não é necessário estar dentro de uma sala de aula para aprender ou ensinar.
O olhar para o mundo exterior sempre será possível devido à grande permeabilidade para a paisagem da cidade. Os olhos sempre abertos para a realidade resultam na responsabilidade de ser um cidadão do mundo. “Só tem caranguejo esperto saindo desse manguezal”. O Antromangue destaca uma arquitetura como construidora não só de espaços, mas também da consciência da responsabilidade social.